Universitários são Apoiados pela Ford em Evento Online de Empreendedorismo Social

Universitários são Apoiados pela Ford em Evento Online de Empreendedorismo Social

A Ford apoia quatro equipes de estudantes participantes da Enactus Brasil 2020, maior evento de empreendedorismo social da América Latina, que será realizado virtualmente de 14 a 16 de julho, com discussões entre estudantes, professores e líderes empresariais de todo o país. Uma das principais atrações é a competição entre universidades para a criação de soluções práticas e inovadoras voltadas a necessidades críticas de suas regiões, contribuindo para a construção de comunidades sustentáveis. Este ano, 32 funcionários da Ford atuarão como juízes nas etapas da competição.


O Ford Motor Company Fund, braço filantrópico da marca, firmou parceria com a Enactus e juntos promovem o Ford College Comunity Challenge (Ford C3), que busca incentivar iniciativas locais feitas por estudantes. Cada equipe selecionada recebeu US$ 5 mil para colaborar no desenvolvimento e na aplicação de seus projetos. “A Ford acredita no potencial desses jovens para buscar soluções e ideias inovadoras para as suas comunidades e por isso apoia esse projeto há seis anos”, diz Roberta Madke, gerente de Comunicação Corporativa e Responsabilidade Social da Ford.

O Instituto Federal de Educação de Iguatu (CE), com o Projeto Mudas, é um dos times apoiados pela Ford. A iniciativa oferece educação e oportunidade para 80 famílias que vivem com menos de um dólar por dia, a partir do acesso a três equipamentos de irrigação de baixo custo, desenvolvidos pelos estudantes. As pessoas são treinadas em horticultura e gestão de negócios. A expectativa é que, com o apoio do time, a produção gere R$ 800,00 de renda mensal por família. Os universitários ainda irão criar um centro digital, com capacidade para 800 crianças e adolescentes receberem capacitação em informática básica, português e matemática. Posteriormente, a equipe vai trabalhar no desenvolvimento de uma planta de processamento de resíduos. Com isso, será organizada uma feira para a venda desses produtos.

O Projeto SerTão Sustentável, da Universidade Estadual do Vale do Acaraú (CE), oferece capacitação financeira e digital no sertão cearense. É composto por: feira para venda de produtos de empreendedores; capacitação de famílias sobre sustentabilidade, com ações para redução das contas de energia e água, uso consciente da água, descarte e uso de resíduos; capacitação de agricultores familiares no uso correto da água, com modelos de irrigação de baixo custo, além de equipamento para tratamento de água (toda a tecnologia foi desenvolvida pelo time); e capacitação digital de jovens da comunidade para que possam se candidatar a uma bolsa de estudos de formação à distância, em parceria com uma universidade local.

O terceiro projeto é o Green Skull, da Universidade Federal do Ceará (CE), que reutiliza o resíduo do coco, incorretamente descartado nas praias de Fortaleza, em Tanques de Evotranspiração em comunidades sem acesso a saneamento e tratamento de esgoto. Os tanques substituem as fossas e são impermeáveis, impedindo a contaminação do lençol freático. A tecnologia é mais barata que o concreto, além de fornecer água que pode ser utilizada para cultivar plantas ornamentais e frutíferas.

Outra iniciativa apoiada pela marca é a da Universidade Federal do Pará (PA), com o Projeto Anamã, que cria ecobarreiras para reduzir a poluição dos rios por plástico, além de promover a geração de renda e o empreendedorismo social. O foco é o Rio Amazonas, considerado o segundo mais poluído por plástico, onde jovens em situação de risco social são treinados para produzir e vender duas tecnologias de reciclagem de plástico. A primeira é uma ecobarreira de baixo custo, que prende o resíduo antes de chegar ao mar. Feita com fibra de banana, é 77% mais barata que as alternativas disponíveis no mercado. A segunda é uma máquina de fazer filetes de garrafas pet, 94% mais barata que modelos similares e com consumo 80% menor de água que a produção de plástico virgem. Ambas as tecnologias podem ser vendidas para negócios e indústrias. Além disso, haverá capacitação da população ribeirinha.

O campeonato
Durante o evento, os times se apresentam e são avaliados por uma banca de juízes composta por CEOs, líderes de negócios e profissionais experientes do mercado brasileiro. Com o tema “Conectados com o mesmo propósito”, os times de universitários de todo país apresentam os resultados do trabalho que realizaram ao longo do ano e que impacta diversas comunidades. Outro momento importante será o Simpósio Nacional de Empreendedorismo Social Enactus Brasil, em que estudantes e acadêmicos de todo o país são convidados a submeter artigos e expor suas experiências sobre o empreendedorismo social. Em 2019, mais de 150 artigos foram submetidos em temáticas como Inovação, Tecnologia e Sustentabilidade.


Publicado em: 16/07/2020

48 3281 8188

CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CLIENTE

 
R. Gen. Liberato Bittencourt, 1475 - 01

MATRIZ NO ESTREITO, EM FLORIANÓPOLIS/SC