O carro do seu futuro com a Ford

O carro do seu futuro com a Ford

Novo compacto da ford é um indicativo de qual caminho a fabricante norte-americana irá seguir no Brasil, com uma linha mais enxuta de produtos

A montadora divulgou especificações, preço e atrativos para seu próximo produto, o Ka FreeStyle, a ser comercializado no próximo semestre (segundo). Terá linhas e morfologia seguindo a tendência nacional de criar modelos hatches com jeito de utilitário esportivo, graças a pequenos truques como maior altura livre do solo, barras no teto, publicidade apresentando-os como se fossem um pequeno Land Rover. Há, também, o auxílio da imprensa, chamando-os indevidamente de “jipinhos”.
Automóvel se baseia na plataforma Fiesta/Ka hoje aplicada a estes veículos, o desenvolvimento foi feito pela Ford local, em conjunto com a da Ásia. O sucesso assinalado há alguns anos pelo EcoSport mostrou a competência da equipe nacional em produzir versões diferenciadas sobre mesma plataforma, a custos contidos e com aptidão para enfrentar o selvagem asfalto de nossas ruas.
A considerá-lo versão enfeitada, houve amplas intervenções – veja o porquê ao final deste bloco. Mecânica é positivo desenvolvimento, com extensas alterações. Motor, antes importado e, agora, produzido no interior paulista, é tricilindrico, 1,5 litro, da moderna família para carros de países pobres. O inicial modelo brasileiro não utilizará turbo, boost, como trata tal importante adjutório. Entretanto, aspirado, oferece ótima potência específica, e apesar de pequena queda de potência para a adaptação mais fina às condições nacionais, em torno de 2,5 cv “gasálcool” e 1,2 com álcool, oferece respectivos 128/136 cv.
Transmissões automática com seis velocidades – finalmente largou de lado a problemática “Powershit”… -, e mecânica de cinco marchas, com dupla sincronização nas três primeiras marchas. Para falar a linguagem do comprador, cada vez menos carro e mais conectividade, oferece tela com 16,5 cm e central multimídia. Itens para situá-lo acima de seus irmãos de linha incluem controle de estabilidade e tração, auxiliar de partida em rampa, sempre ocioso rack de teto, rodas de liga leve em 15”, e bancos com apliques em couro, tipo charme com economia construtiva.
Houve dedicação no cálculo e nas modificações estruturais, incluindo reforços, aplicação de aços especiais, em alguns pontos em chapas mais espessas para dar mais rigidez torcional e resistência mecânica à carroceria. Suspensão também foi adequada a exigências superiores ao uso apenas em asfalto bom e liso. Para maior estabilidade e conforto de rolagem, bitolas foram aumentadas em 30 mm, eixo traseiro é 30% mais rígido e a barra estabilizadora mais espessa.
Em nome da atualização estética, performance e consumo, apesar do aumento da altura em relação ao solo, na tentativa de identificá-lo visualmente como sendo réplica de utilitário esportivo, o coeficiente de resistência aerodinâmica reduziu-se ao Cx de 0,33. Carroceria mereceu tratamento fonotérmico para ser o mais silencioso da categoria.
Para calçar atrativo de vendas, terá iniciativas homeopáticas: ao lançamento irá financiá-lo com taxa zero% em 24 prestações. Antes, em pré-venda, bônus de R$ 2.000 valorizando carro usado, com oferta das três primeiras revisões, por si só uma economia de R$ 2.000.Preços? Pré-definidos para lançamento no segundo semestre. R$ 63,5 mil com transmissão manual e R$ 68, mil com sistema automático. Divulgação antecipada é para provocar o mercado.



Publicado em: 11/06/2018

48 3281 5000

CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CLIENTE

 
R. Gen. Liberato Bittencourt, 1633

MATRIZ NO ESTREITO, EM FLORIANÓPOLIS/SC